_TH_FAQ _TH_MEMBER _TH_SEARCH _TH_LOGIN _TH_REGISTER

Entrar
Usuário:

Senha:


Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Menu principal


A Palavra de Deus
Bíblia Católica

Destaques
Page « 1 (2) 3 »
 : 
Enviado por doutrina em 28/12/2006 17:46:00 (2741 leituras)


3. ENTREGUE À FORNICAÇÃO
Hunt diz que "A mulher é uma ‘meretriz’ (v. 1) que ‘praticou a fornicação’ (v. 2) com os antigos reis. Somente contra duas cidades tal acusação poderia ser feita: Jerusalém e Roma".
Aqui Hunt admite que os profetas geralmente se referem a Jerusalém como uma meretriz espiritual, sugerindo que a meretriz seja a Jerusalém apóstata. A antiga Roma pagã também se encaixa na descrição porque através da adoração ao imperador também há a prática da "fornicação com reis da terra" (as nações conquistadas).
Para identificar a meretriz com o Vaticano, Hunt interpreta a fornicação como supostas "alianças profanas" entre a cidade do Vaticano e outras nações, mas ele não soube demonstrar nenhuma razão porque considera as relações do Vaticano com outras nações como "profanas".
Ele também confunde a cidade do Vaticano com a cidade de Roma, e negligencia o fato de que era a antiga Roma pagã que possuía "alianças profanas" com os reinos que governava (profanas porque eram baseadas em paganismo e adoração do imperador).
4. VESTIDA DE PÚRPURA E ESCARLATE
Hunt diz, "Ela (a meretriz) está vestida de púrpura e escarlate, as cores do clero católico". Ele ainda cita a Enciclopédia Católica para comprovar que os bispos vestem certos paramentos púrpuras e os cardinais paramentos escarlates.
Hunt simplesmente ignora o real significado das cores. Púrpura pela realeza e escarlate pelo sangue dos mártires cristãos. Ao invés disso, ele claramente interpreta da sua forma este versículo. Conseguiu compreender que a mulher simboliza uma cidade e que a fornicação simboliza algo mais que relação sexual, mas não soube dirimir o significado destas cores, levando sua interpretação para o estritamente literal, sobre algumas vestimentas do clero católico.
Mais. O púrpura e o escarlate (vermelho) não são as cores predominantes nas vestimentas sacerdotais, mas o branco! Todos os sacerdotes, padres e bispos, vestem o branco quando estão celebrando - inclusive o Papa.
O púrpura e escarlate na meretriz contrastam com o branco da Nova Jerusalém, a esposa de Cristo (Ap 19,8). Isto é um grande problema para Hunt e seus seguidores por três razões:
1. A vestimenta predominante do clero católico é o branco, como vimos, que o identificaria com a Nova Jerusalém se a interpretação das cores for mesmo literal;
2. Há uma interpretação simbólica sobre as roupas da noiva (Ap 19,8 - "o linho são as boas obras dos santos") o que implica em uma interpretação simbólica das roupas da meretriz;
3. A identificação da noiva como a Nova Jerusalém (Ap 3,12; 21, 2) insinua que a meretriz seja a Antiga (e apóstata) Jerusalém - contraste usado em outros pontos da Escritura (Gl 4,25-26)
Hunt ignora também o significado litúrgico destas cores no simbolismo católico. O púrpura simboliza arrependimento e o escarlate honra o sangue de Cristo e dos mártires.
Hunt negligencia a lembrança de que Deus mandou que fossem utilizados objetos de cor escarlate em cerimônias litúrgicas (Lv 14:4. 6. 49-52; Nm 19:6) e que Deus ordenou que as vestimentas dos sacerdotes sejam feitas em púrpura e escarlate (Ex 28:4-8. 15. 33; 39:1-8. 24. 29).
5. POSSUIDORA DE GRANDES RIQUEZAS
Hunt afirma que "A grande riqueza da meretriz chamou a atenção de João. Ela estava ‘adornada de ouro, pedras preciosas e pérolas...’". O problema é que, não obstante o que tinha no passado, a moderna cidade do Vaticano não é fantasticamente rica. De fato, ela vem apresentando déficts na sua receita nos anos mais recentes e possui um importante défict anual. Além do mais, a riqueza está mais em relação à Roma pagã ou à Jerusalém apóstata, ambos centros econômicos da época.

Page « 1 (2) 3 »
Imprimir Enviar esta notícia por e-mail

"Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!" 1Cor 9,16
Theme & Graphics by Xoops Brasil